Arquivo da categoria: Inglaterra

Palácio de Buckingham – visitando os State Rooms

Padrão

Considerei a visita ao Palácio de Buckingham o ponto alto de Londres, tanto pela representatividade que a realeza possui na cultura britânica, como pela oportunidade de conhecer um palácio cujos ocupantes encontram-se em plena atividade.

Normalmente ele abre por um curto período, no final de julho, início de agosto, quando a Rainha Elizabeth parte para os seus domínios escoceses e o Palácio fica fechado para as atividades de estado e aberto para a visitação turística.

Foi bem especial o fato de estarmos em Londres no início de julho. Neste verão, ele abriu de 30 de junho a 8 de julho, somente, e novamente a partir de 31 de julho, ficando aberto até 7 de outubro de 2012. Então, se você estará em Londres nesse período, meu conselho é um só: APROVEITE!

Exitem quatro tipos de visitas: Buckingham Palace State Rooms, The Queen’s Gallery, The Royal Mews e Royal Day Out, sendo que esse último é a junção dos três primeiros. Todos incluem a mostra Diamonds – A Jubilee Celebration. Ainda existe a possibilidade de agregar aos State Rooms uma visita aos jardins do palácio: Highlights Garden Tours.

Compramos os ingressos para The Buckingham Palace State Rooms pela internet, no site oficial. Custa £18. De quebra, você leva junto a exposição das jóias da Rainha, que foram reorganizadas numa exibição especial em razão do jubileu. Os ingressos têm dia e hora marcados e é preciso trocar o recibo enviado pela internet pelos ingresos físicos. Atrasos não são tolerados, pelo menos é o que diz o panfleto entregue junto com os ingressos na bilheteria.

Os preços :

The State Rooms, The Queen’s Gallery ou The Royal Mews: £ 18,00

Royal Day Out: £ 31,95

State Rooms e Highlight Garden Tour: £ 26,50

Para chegar ao Palácio, a estação de metrô é Victoria ou St. James Park.

A bilheteria fica na Buckingham Palace Road.

 

Anúncios

Keep calm and carry on*

Padrão

Map Room

Um passeio que curti em Londres foi a visita ao The Cabinet War Rooms, as instalações de onde Winston Churchill comandou as forças britânicas durante a Segunda Guerra. Confesso que nem estava muito motivada, mas achei bastante interessante.

Gosto da temática das guerras, sem ser fanática. Foi legal poder visitar um bunker de guerra, cujas instalações estão do mesmo jeito como foram deixadas após o término da guerra.

Além disso, achei a lojinha  uma das melhores lojas de museu que já vi. Para os aficionados da temática, é de enlouquecer. Fiz ótimas aquisições, como livros, posters e postais vintages reproduzindo as campanhas em torno da economia de guerra para a população. Este livro, por exemplo, custou apenas 7 libras e cinquenta, mais barato até do que o ingresso para o museu, uma verdadeira pechincha tratando-se de livros.

Ingressos: 16,50 libras por pessoa. Pode comprar pela internet aqui.  Para menores de 16 anos, a entrada é gratuita.

Horário: aberto diariamente entre 9h30 e 18h, mas você precisa entrar até as 17h. Estarão abertos todos os dias durante as Olimpíadas.

O museu fica em Clive Steps, King Charles St. SW1 2AQ, metrô Westminster ou St. James Park.

*Esse era o slogan criado pelo governo britânico para motivar a população no período da Segunda Guerra, em caso de invasão nazista. Sua autoria é desconhecida. Está em toda parte, em livres adapatações, mostrando que uma peça publicitária bem feita, mesmo não muito divulgada à época, acaba caindo no gosto popular. A reprodução do poster original está à venda na loja do museu.