Onde tudo começou

Padrão

Esse ano fiz meu debut em visitas a estádios de futebol – que não fosse para ver uma banda tocar. Já tendo visto as principais atrações de Montevidéu, saído à noite e visitado alguns pontos interessantes, aproveitamos o tempo livre e fomos ver o Estádio Centenário com mais um casal de amigos.

Numa cidade coalhada de atrações culturais e com muito o que ver, não aconselho ninguém que não seja fanático por futebol a visitar um estádio sem um jogo acontecendo. No nosso caso, já havíamos aproveitado o suficiente as outras atrações da cidade para considerar esse passeio. E o Júnior, nosso amigo, é fanático por futebol o suficiente para nos convencer a visitar o estádio.

O Estádio Centenário, assim batizado em comemoração ao centésimo aniversário da independência do Uruguai, foi palco da primeira Copa do Mundo, realizada em 1930. Achei as instalações mal conservadas e o campo, incrivelmente pequeno. Penso que não mudou muito nesses 80 anos.

Legal mesmo é o museu que funciona ali. O ingresso vendido é uma reprodução da entrada da Copa de 30 e pode ser adquirido em pesos uruguaios, pesos argentinos ou reais mesmo, reforçando o fato de que não é mais necessário comprar dólares para ir à Argentina e pelo visto, ao Uruguai.

O registro fotográfico é bem completo.

Achei essa foto panorâmica do Maracanã de 1950 belíssima. Meu pai tinha 18 anos e testemunhou ao vivo essa derrota. Olhando para ela, quase pude sentir a angústia do torcedor. 

 

Além das fotos e dos objetos pertecentes aos jogadores, como uniformes utilizados em partidas importantes e a bola usada em campo nos jogos de 1930, tem uma pequena e interessante galeria com presentes trocados entre os países durante as Copas.

O museu é pequeno, não tinha muitos visitantes com a gente, o que permitiu que o simpático senhor que nos recebeu na porta, vendeu os ingressos e atendeu na lojinha do museu nos acompanhasse contando as curiosidades não escritas.

Apesar do tamanho, tem um importante acervo para os amantes do futebol. Como a cidade é pequena, dá para encaixar essa visitação numa viagem de 4 dias em Montevidéu sem nenhum prejuízo.

Anúncios

»

  1. Você tem razão fazer tur em um estádio sem jogo…também não aconselho, mas adorei
    conhecer esse estádio e o museu, até porque como você diz, não tem nenhum prejuízo.
    Adorei as fotos e os comentários.

  2. Lili,

    Excelentes os seus comentários. Parece que deu sorte, pois o Uruguai vai avançar na copa até, pelo menos, as quartas-de-finais.
    Bjs,
    Junior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s